Cap. XIII: Considerações Sobre Jesus e a Família Humana

(01/08/2009)

Jesus recomendava amor e espírito de justiça, induzindo à libertação da família no mundo material acima do egocentrismo de casta, em favor de toda humanidade. Ele procurou demonstrar que, apesar do vínculo sangüíneo e egoísta da parentela humana, o homem não deve limitar o seu afeto somente às criaturas viventes no ambiente de sua família ou simpatia. Muitas vezes, detrás da figura antipática do vizinho ou de algum estranho desagradável, pode se encontrar justamente um espírito nosso amigo de vidas passadas. No entanto, entre os nossos mais íntimos familiares, às vezes estão encarnados espíritos algozes, que nos torturaram outrora e a Lei Cármica os reunui para a necessária liberação dos laços de culpa ou do perdão recíproco.


Fonte: MAES, Hercílio: pelo espírito Ramatís. O sublime peregrino. Rio de Janeiro: Livraria Freitas Bastos, 1973, p.146.

programação


©2004-2014 by Grupo Espírita Servidores de Jesus
Sede: Rua Visconde de Sepetiba, nº 81, Centro, Niterói, RJ, Brasil. CEP: 24020-206.
Telefone: (21)2622-8757.
R. U. P. M. Lei Nº 1245/97 - CNPJ: 39529490/0001-53 - Inscr. municipal: 081893/0018
Nosso correio eletrônico: contato@servidoresdejesus.com.br
A Página do GESJ está na Internet desde 16/12/2004.