Religiosidade no Brasil: A umbanda

Por Osvaldo Quelhas (26/07/2005)

De manhã, quando você levanta, costuma fazer o sinal da cruz?
Sempre, muitas vezes, poucas vezes, não faz?
E quando deita, costuma fazer o sinal da cruz? E ainda: Você costuma rezar?

RELIGIÃO E RELIGIOSIDADE

O espiritismo não dissocia o plano material do espiritual. Mas estuda esses planos como níveis ou aspectos de uma mesma realidade, contínua, interdependente, histórico-sócio-espiritual, evolutiva e mantida em um processo de integração e desenvolvimento pelas Leis que regem a vida universal.

Kardec: "a importância dada aos bens terrenos está sempre em razão inversa da fé na vida futura". (Evangelho Segundo o Espiritismo, Kardec, 1994:06)

A Doutrina Espírita não tem pretensões conversionistas nem salvíficas muito menos assume uma perspectiva etnocêntrica. Ou seja, a visão espírita reconhece o significado da fé para aqueles que a professam e vivenciam, valorizando portanto a liberdade de consciência, a tolerância e a pluralidade das crenças, como algo saudável e desejável.

RELIGIÃO É UM SISTEMA SOLIDÁRIO DE CRENÇAS E PRÁTICAS RELATIVAS A COISAS SAGRADAS, QUE UNEM EM UMA MESMA COMUNIDADE MORAL, TODOS OS QUE A ELA SERVEM.

A UMBANDA, POR FALTA DE COESÃO E DE ORIGEM ÚNICA, DEVE SER CONSIDERAR ECLÉTICA. É RELIGIÃO ESSENCIALMENTE BRASILEIRA. DESENVOLVEU-SE E CONSOLIDOU-SE COMO UM CREDO APROPRIADO À EVOLUÇÃO, TEMPERAMENTO, CULTURA E ANSEIO DO POVO BRASILEIRO.


A Umbanda é espiritualista, o espiritismo também o é. A Umbanda rende culto a Deus, o Espiritismo também. Nas práticas de Umbanda ocorrem fenômenos mediúnicos, no Espiritismo também. A Umbanda aceita a reencarnação, o Espiritismo também. Na Umbanda se faz caridade, no Espiritismo também.

O Espiritismo NÃO tem culto material, a Umbanda TEM. O Espiritismo NÃO prescreve qualquer forma de paramento nem comporta o formalismo de funções sacerdotais, a Umbanda TEM "pais" de terreiro com vestimenta e prerrogativas equivalentes ao exercício de funções sacerdotais.

O Espiritismo NÃO admite uso de imagens e nem permite o emprego de sacrifícios, a Umbanda TEM imagens, altares e sacrifica animais. O Espiritismo NÃO têm sinais cabalísticos nem símbolos, a Umbanda TEM sinais, "pontos riscados", etc. O ESPIRITISMO REGE-SE POR UM CORPO DE DOUTRINA HOMOGÊNEO, CODIFICADO POR ALLAN KARDEC, A UMBANDA NÃO SE REGE PELA DOUTRINA CODIFICADA POR ALLAN KARDEC.

Religião é a crença na existência de uma força superior considerada como criadora do Universo.

Em Aristóteles, a razão perfeita chamava-se Deus, e de acordo com o seu pensamento, se a razão afastava-se da religião natural era para fundar, sobre o conhecimento da própria natureza, uma religião mais verdadeira.

Certas religiões recrutam seus adeptos apenas dentro de um grupo determinado, por exemplo, uma tribo ou aldeia: são as chamadas religiões tribais e nacionais.
Podem ser classificadas nesse grupo não só as religiões primitivas, como também outras como o confucionismo e o taoísmo, na China, o xintoísmo e suas numerosas seitas no Japão e o judaísmo.
Denominam-se religiões universais as que recrutam seus adeptos por todo o mundo. As principais são o cristianismo, o islamismo e o budismo, que, através de missionários, difundiram-se longe de seus países de origem.
O hinduísmo constitui um tipo intermediário. Hindu autêntico só se é por nascimento.

Vivência religiosa é caracterizada pelo sentimento de dependência do crente em relação ao Ser Supremo.
Na essência do cristianismo está o amor de Deus, que nos impõe condições e estende-se inclusive aos pecadores.
O budista considera todo o tipo de vida como um sofrimento absoluto.
A palavra árabe "islam" significa submissão.

Distinguir o ser religioso do ser que tem uma religião.
O verdadeiro religioso é aquele que pratica a lei da Justiça, do Amor e da Caridade na sua maior pureza.

Não é o "rótulo" religioso que nos salvará, mas o bem que fizermos ao nosso próximo. Aí está todo o conteúdo doutrinal da religião. Atendamo-lo e teremos paz de consciência, apesar de todas as tribulações de nossa alma inquieta.

Para se entender a Umbanda é preciso primeiro compreender como foi formada a sociedade brasileira e quais são suas raízes étnicas. Uma seita, culto ou religião, instala-se num dado grupo social quando encontra elementos culturais favoráveis à sua proliferação.

Os Orixás

OXALÁ
O filho de Oxalá é pessoa normalmente tranqüila, de andar sereno, sem afobação, com tendência ao sofrimento, quando o busca. Gosta de transmitir seu gênio calmo, quer as coisas sem demonstrar, atingindo seus objetivos de forma bem natural. É teimoso. Na teimosia não gosta de impor suas idéias, mas não cede em seu ponto de vista. De todos os Orixás, o filho de Oxalá talvez seja o mais organizado, no dia a dia, escritórios e papéis. Não é líder mas não se submete facilmente a liderança de outro, ou seja, não manda e não gosta de ser mandado. Não é agressivo e quando agredido prefere demonstrar superioridade. Tem um tendência muito forte para a solidão, buscando pelo isolamento um encontro com a harmonia universal.

IEMANJÁ
Iemanjá, a Senhora do Mar. A grande força, com indiscutível domínio no gênio e personalidade de seu filho. O fato de Iemanjá ser a Criação, sua filha normalmente tem um tipo muito maternal. Aquela que transmite a todos a bondade, confiança, grande conselheira. É mãe. Sempre tem os braços abertos para acolher junto de si todos aqueles que a procuram. A porta de sua casa sempre está aberta para todos, e gosta de tutelar pessoas. Tipo a grande mãe. Aquela mulher amorosa que sempre junta os filhos dos outros com os seus. O homem filho de Iemanjá carrega o mesmo temperamento: é o protetor. Cuida de seus tutelados com muito amor. Geralmente é calmo e tranqüilo, exceto quando sente-se ameaçado na perda de seus filhos, isto porque não divide isto com ninguém. É sempre discreto e de muito bom gosto. Veste-se com muito capricho. É franco e não admite a mentira. O maior defeito do filho de Iemanjá é o ciúme.

OGUM
Ogum é o Orixá da guerra, da demanda, da luta. Seu filho carrega em seu gênio todos os seus característicos. É pessoa de tipo esguio e procura sempre manter-se bem fisicamente. Adora o esporte e está sempre agitado e em movimento. A sua impaciência é tão marcante que não gosta de esperar. É afoito. Tem decisões precipitadas. Inicia tudo sem se preocupar como vai terminar e nem quando. Está sempre em busca do considerado o impossível. Ama o desafio. Não recusa luta e quanto maior o obstáculo mais desperta a garra para ultrapassá-lo. Como os soldados que conquistavam cidades e depois a largavam para seguir em novas conquistas, os filhos de Ogum perseguem tenazmente um objetivo: quando o atinge, imediatamente o larga e parte em procura de outro. É insaciável em suas próprias conquistas. Uma marca muito forte de seu Orixá, é tornar-se violento repentinamente. Seu gênio é muito forte. Não admite a injustiça e costuma proteger os mais fracos, assumindo integralmente a situação daquele que quer proteger. Leal e correto, é um líder. Sabe mandar sem nenhum constrangimento e ao mesmo tempo sabe ser mandado, desde que não seja desrespeitado. Adapta-se facilmente em qualquer lugar.

IANSÃ
Iansã, a Senhora dos Ventos e das Tempestades, a Deusa Guerreira. Seu filho é conhecido por seu temperamento explosivo. Está sempre chamando a atenção por ser inquieto e extrovertido. Sempre a sua palavra é que vale e gosta de impor aos outros a sua vontade. Não admite ser contrariado, pouco importando se tem ou não razão, pois não gosta de dialogar. Em estado normal é muito alegre e decidido. Questionado torna-se violento, partindo para a agressão, com berros, gritos e choro. Tem um prazer enorme em contrariar todo tipo de preconceito. Passa por cima de tudo que está fazendo na vida, quando fica tentado por uma aventura. Em seus gestos demonstra o momento que está passando, não conseguindo disfarçar a alegria ou a tristeza. Não tem medo de nada. Enfrenta qualquer situação de peito aberto. Ciumento demonstra um certo egoísmo porque não se importa com que os outros sofram pelo seu gênio reconhecidamente mal-humorado. É leal e objetivo. Sua grande qualidade, a garra, e seu grande defeito, a impensada franqueza, o que lhe prejudica o convívio social. Por ser tão marcante seu gênio, se este fosse controlado, o que não é difícil, seria pessoa muito mais feliz e querida.

XANGÔ
Xangô, o Deus da Justiça, Senhor das pedreiras, exerce uma influência muito forte em seu filho. Todos os Orixás, evidentemente, são justos, e transmitem este sentimento aos seus filhos. Entretanto, em Xangô, a Justiça deixa de ser uma virtude, para passar uma obsessão, o que faz de seu filho um sofredor, principalmente porque o parâmetro da Justiça é o seu julgamento, e não o da Justiça Divina, quase sempre diferente do nosso, muito terra. Esta análise é muito importante. O filho de Xangô apresenta um tipo firme, enérgico, seguro e absolutamente austero. Sua fisionomia, mesmo a jovem, apresenta uma velhice precoce, sem lhe tirar, em absoluto, a beleza ou a alegria. Tem comportamento medido. É incapaz de dar um passo maior que a perna e todas as suas atitudes e resoluções baseiam-se na segurança e chão firme que gosta de pisar. É tímido no contato mas assume facilmente o poder do mando. É eterno conselheiro, e não gosta de ser contrariado, podendo facilmente sair da serenidade para a violência, mas tudo medido, calculado e esquematizado. Acalma-se com a mesma facilidade quando sua opinião é aceita. Não guarda rancor. A discrição faz de seus vestuários um modelo tradicional.

OXÓSSI
Oxóssi é a Natureza, especificamente nas matas e no reino animal. É o conhecedor das ervas e o grande curador. É a essência da nossa vida. Seu filho tem um tipo calmo, amoroso, encantador, preocupado com todos os problemas. Um grande conselheiro pelo seu gênio alegre, muito embora com forte tendência à solidão. Incapaz de negar qualquer ajuda à alguém, sabe, como poucos, organizar o caminho para as soluções complicadas. Com respeito à sua própria organização familiar, é muito apegado as suas coisas e à sua família, à qual dedica atenção total no sentido de provê-la e encaminhá-la. Diante as dificuldades próprias é muito hesitante, mas acaba vencendo, sustentado pelo seu interior alegre e otimista. É carente. Não assume o problemas dos outros, mas fica lado a lado ajudando-os. Ama a Liberdade e a Natureza. O mato, as águas, os bichos, as estrelas, o sol e a lua, são a bússola de sua vida. Não discute a fé. Acredita e é fiel seguidor da religião que escolheu. Não é ciumento e muito menos rancoroso. Quando atacado custa revidar. Quando o faz se torna perigoso. É, neste particular, ladino como os índios. Pisa macio, mas é certeiro. Tem um gosto refinado. Gosta das coisas boas, veste-se bem e cuidadosamente.

OXUM
O filho ou filha de Oxum, a Rainha da Água doce, dona dos rios e das cachoeiras, carrega todo o tipo de Iemanjá. A maternidade é sua grande força, tanto que quando uma mulher tem dificuldade para engravidar, é à Oxum que se pede ajuda (pelo Amalá). A diferença maior é a vaidade. Filho de Oxum ama espelhos (a figura de Oxum carrega um espelho na mão), jóias caras, ouro, é impecável no trajar e não se exibe publicamente sem primeiro cuidar da vestimenta e a mulher do cabelo e da pintura. Normalmente tem uma facilidade muito grande para o choro. É muito sensível a qualquer emoção. Talvez ninguém tenha sido tão feliz para definir a filha de Oxum como o pesquisador da religião africana, o francês Pierre
Verger, que escreveu: "o arquétipo de Oxum é das mulheres graciosas e elegantes, com paixão pelas jóias, perfumes e vestimentas caras. Das mulheres que são símbolo do charme e da beleza. Voluptuosas e sensuais, porém mais reservadas que as de Iansã. Elas evitam chocar a opinião publica, á qual dão muita importância. Sob sua aparência graciosa e sedutora, escondem uma vontade muito forte e um grande desejo de ascensão social". Seu maior defeito é o ciúme.

programação


©2004-2014 by Grupo Espírita Servidores de Jesus
Sede: Rua Visconde de Sepetiba, nº 81, Centro, Niterói, RJ, Brasil. CEP: 24020-206.
Telefone: (21)2622-8757.
R. U. P. M. Lei Nº 1245/97 - CNPJ: 39529490/0001-53 - Inscr. municipal: 081893/0018
Nosso correio eletrônico: contato@servidoresdejesus.com.br
A Página do GESJ está na Internet desde 16/12/2004.